Por: Redação Atlântica News
11/12/2018 - 11:18:54

Cinco medalhas de ouro, 13 de prata e duas de bronze foram conquistadas por atletas baianos no Campeonato Sul-Americano de Canoagem Velocidade, realizado em Ensenada, província de Buenos Aires, entre os dias 7 e 10 de dezembro.

A delegação, representada por atletas e técnicos do projeto de iniciação esportiva 'Remando no Rio de Contas', nos municípios de Itacaré e Ubaitaba, viajou com apoio da Superintendência dos Desportos do Estado (Sudesb), autarquia da Secretaria do Trabalho e Esporte (Setre), que concedeu passagens aéreas de ida e volta.

Ao todo, foram disputadas 106 provas nas distâncias de 1000, 500 e 200 metros, nas categorias menor, cadete, júnior, sub 23, master e paracanoagem. Dos 20 atletas que formaram a equipe brasileira, sete baianos conquistaram medalhas: Evily Goveia (1 ouro e 1 prata); Filipe Santana (2 ouro e 1 prata); Tatilane Silva (2 ouro e 1 prata); Beatriz Ataíde (4 prata); Jonata Santos (2 prata); Luíza Lima (1 bronze); e Tânia Paixão (4 prata  e 1 bronze).

Com apoio financeiro da Sudesb, o projeto 'Remando no Rio de Contas' atende 270 crianças e jovens com aulas de iniciação esportiva em canoagem. A iniciativa possui três núcleos, localizados em Itacaré, Ubaitaba e Ubatã.

 



Por: Edmilson Ferreira
11/12/2018 - 00:14:36

Com o campo pesado por causa das chuvas que caíram na região, Itapetinga venceu Itamaraju por 1 a 0, na tarde deste domingo (9), no primeiro jogo das finais do 61º Campeonato Intermunicipal. No próximo domingo (16), à tarde, no Estádio Barbosão, a seleção Itapetinguense joga pelo empate para ficar com o troféu “Valdemiro Lima da Silva”, em homenagem ao ex-volante Merica, além de se consagrar como tricampeã da maior competição de futebol amador do país.


 Caso a seleção Itamarajuense vença em casa por um gol de diferença, a decisão do título será por meio dos tiros livres da marca do pênalti. Se vencer por dois gols irá conquistar o Intermunicipal pela terceira vez. A seleção vice-campeã ficará com o troféu “José Alberto Vasconcelos da Silva”, em homenagem ao ex-meia Dendê.


A partida em Itapetinga foi marcada no primeiro tempo pelo grande número de faltas. Aos 22 minutos, em uma delas, o zagueiro Virlei soltou a bomba e exigiu boa defesa de Geovane, que espalmou a bola para escanteio. Após a cobrança, o lateral Lucas colocou a mão na bola dentro da área. Pênalti para a seleção da casa. Netinho foi para a cobrança e chutou rasteiro no canto esquerdo do goleiro de Itamaraju, que tirou a bola com a mão esquerda.


 
PERSONÁGENS - No intervalo, Netinho lamentou a perda do pênalti, mas mostrou confiança em dar a volta por cima no segundo tempo. “Acontece, eu geralmente cobro naquele canto, pensei até em mudar, mas decidir bater ali mesmo. Ele (Geovane) foi bem e fez a defesa. Agora é levantar a cabeça, a equipe está bem e vamos buscar o gol no segundo tempo”, disse o camisa 11 de Itapetinga ao repórter Juraci Santana, da TVE.
 
O goleiro de Itamaraju, Geovane, comemorou a defesa e agradeceu ao preparador de goleiros da seleção, Boca. “Foi uma defesa importante. Vamos procurar corrigir os erros para apresentar um melhor futebol nesta etapa final. Buscar a vitória para levar essa vantagem para o jogo decisivo em casa”, afirmou.

Só que no primeiro minuto de bola rolando no segundo tempo, Tiuí, que entrou no lugar de Netinho, recebeu a bola no limite da grade área e foi derrubado por Jocélio. O árbitro Bruno Pereira marcou pênalti para Itapetinga. O experiente meia Ley, cobrou com precisão no meio do gol e fez 1 a 0.
 
Por uma falta violenta em Bite, o lateral-direito Lucas foi expulso aos 15 minutos do segundo tempo e foi acertadamente expulso, deixando Itamaraju com 10 homens em campo.
 
Mais uma vez, as torcidas organizadas Os Fanáticos, de Itapetinga, e TOMA, de Itamaraju, deram um show nas arquibancadas, valorizando ainda mais o Campeonato Intermunicipal, que sempre foi um exemplo de esportividade e respeito à civilidade. A partida foi transmitida ao vivo pela TV FBF e pela TVE.
 

FICHA TÉCNICA
Itapetinga 1x0 Itamaraju
Local: Estádio Primaverão, em Itapetinga.
Gol: Ley, de pênalti, a 2 minutos do 2º Tempo, para Itapetinga.
 

Itapetinga: Eric, Tiago Leal (Marcelo), Gil e Virlei; Alex Júnior, Elton, Miller (Vítor Novinho), Ley e Bite (Dilsinho); Netinho e Henrique (Júnior Neguinho). Técnico: Marcos Correia.


Itamaraju: Geovane, Lucas, Jocélio, Guilherme e Rodolfo; Jacaré, Don Don (Fael), Breno (Mateus) e Diego; Kaká (Akson) e Naian (Serrote). Técnico: Beto Oliveira.
Árbitro: Bruno Pereira Vasconcelos.
Assistentes: Jucimar dos Santos Dias e Ledes José Coutinho Neto.
Cartões amarelos: Tiago Leal, Vítor Novinho e Bite (Itapetinga), Lucas, Jocélio e Breno (Itamaraju).
Cartão vermelho: Lucas (Itamaraju).

Fotos: Geovan Santos / Ligeirinho nos Esportes

 



Por: Edmilson Ferreira
10/12/2018 - 00:56:20

De forma incontestável e arrasadora, o Vitória recuperou a hegemonia do futebol feminino no estado, ao derrotar a Lusaca por 2 a 0, na tarde deste sábado (8), no Barradão, e conquistar o Campeonato Baiano. As leoas rubro-negras levantaram o segundo troféu da competição (2016 e 2018), desta vez sem perder uma partida e também sem sofrer gols.

O Vitória alcançou a impressionante marca de 88 gols e conquistou 28 pontos em 10 jogos na competição estadual, com 9 vitórias e um empate. No primeiro jogo da decisão, no Estádio Armando Oliveira, em Camaçari, ocorreu empate por 0 a 0. No placar agregado, as leoas venceram por 2 a 0 e garantiram o segundo título do Campeonato Baiano.


 
Desde o início da partida, as leoas rubro-negras procuraram mandar no jogo, imprensando o time da Lusaca em seu campo. No primeiro gol do Vitória, após cobrança de escanteio, Ana Paula acertou um belo chute por cobertura e venceu a goleira Van, aos 6 minutos de jogo.

A pressão do Vitória continuou e o segundo gol saiu aos 14 minutos. Verena tocou na entrada da área para Valéria se livrar da marcação e tocar com categoria no canto direito da goleira Van. Foi o 22º gol da camisa 21, sendo a artilheira do Baianão Feminino.



No segundo tempo, apesar de ter criado várias oportunidades, o Vitória não conseguiu balançar as redes, mas em nenhum momento a goleira Ysmin teve a sua meta ameaçada pelo ataque da Lusaca, que ainda perdeu a lateral Norma por expulsão no final do jogo.
 
“É uma competição que a Federação Bahiana de Futebol tem investindo bastante e colocando uma doutrina para o fortalecimento do mesmo no interior. Tivemos este ano Jequié, Feira de Santana, Arací, Vitória da Conquista, Vera Cruz, Maracás e Quijingue e, em 2019, teremos Itabuna, Brumado, e a chegada também do Bahia numa parceria com o Lusaca vai fazer crescer ainda mais a competição. Tenho certeza de que o futebol feminino vai ser firmar no nosso estado e também no Brasil”, falou o presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues.

Participaram da cerimônia de premiação às vice-campeãs (Lusaca) e campeãs (Vitória) baianas de 2018, o presidente Ednaldo Rodrigues, o vice-presidente Ricardo Lima  e a diretoria de competições da Federação Bahiana de Futebol, Taíse Galvão. Nesta temporada, além do Baianão, as rubro-negras conquistaram o acesso à Série A-1 do Brasileirão (também de forma invicta) e o terceiro lugar na Copa do Nordeste.

FICHA TÉCNICA
Vitória 2x0 Lusaca
Local: Estádio do Barradão, em Salvador.
Gols: Ana Paula, aos 6', e Valéria, aos 14', no primeiro tempo, para o Vitória.
Vitória: Yasmin, Dan, Isabela, Tainara e Ana Paula (Ruth); Fabi, Milena (Godóy) e Tatiely; Ronaldinha, Verena (Gadú) e Valéria (Raquel). Técnico: Lucas Grillo.
Lusaca: Van, Nine, Andiara, Naiara e Luana (Norma); Glória, Claudinha, Val (Alê) e Victória; Miúda (Lidiane) e Maria (Ayla). Técnico: Solange Bastos.
Árbitro: Irinaldo Jorge dos Santos.
Assistentes: Daniella Coutinho Pinto e Danila Borges Martins.
4º Árbitro: Maiane Ferreira Santana.
5º Árbitro: Ana Cristina Andrade de Souza.
Cartões amarelos: Ana Paula (V), Glória e Maria (L).
Cartão vermelho: Norma (L).

Fotos: Maurícia da Matta / ECVitória e Reprodução

 



PUBLICIDADE


Por: José Orlandoatlanticanews
06/12/2018 - 23:16:33

Modelo atual de acesso e rebaixamento iniciou em 1988

A porção rubro-negra de Salvador termina o ano triste por causa do rebaixamento do Vitória para a Série B do Campeonato Brasileiro. E, para “piorar” a situação dos torcedores, eles ainda terão que ver o Bahia na primeira divisão do ano que vem. Uma realidade rara no certame nacional.

Após 1988, quando o sistema de acesso e descenso foi implantado no Brasil da maneira como é hoje, esta será a quarta vez que o Vitória estará em divisão abaixo do Bahia - as outras foram em 1992, 2011 e 2012. O inverso ocorreu em oito anos: 1998, 1999, 2004, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2016.

No período de 1989 a 2018, o Vitória participou 23 vezes da primeira divisão, seis da segunda e uma da terceira. Já o Bahia esteve 19 temporadas na Série A, nove na B e duas na C.

A supremacia rubro-negra no âmbito nacional no após 1988, que curiosamente foi o ano do segundo título brasileiro do Bahia, não tem refletido apenas na diferença de quantidade de participações na Série A. Nos 19 anos em que os clubes estiveram na mesma divisão (incluindo a Série B em 2005 e 2015 e a Série C em 2006), em 11 deles o Vitória acabou em colocação acima do arquirrival. O Bahia levou a melhor em oito.

Também foi nas últimas 30 edições que o Leão conseguiu os seus dois maiores feitos no âmbito nacional: as participações nas finais do Brasileiro em 1993 e da Copa do Brasil em 2010, tendo sido derrotado em ambas por Palmeiras e Santos, respectivamente. No mesmo período, a melhor campanha do Bahia no Brasileirão foi o quarto lugar em 1990, dois anos após a segunda estrela. Nas últimas 30 temporadas do Campeonato Brasileiro, o Bahia acabou entre os 10 primeiros colocados três vezes (1990, 1994 e 2001). O Vitória, seis (1993, 1997, 1999, 2002, 2008 e 2013).

Como o rebaixamento impacta no Campeonato Baiano?

Nos 11 anos em que Bahia e Vitória estiveram em divisões diferentes, em sete o clube melhor colocado nacionalmente terminou em posição acima do rival no Campeonato Baiano, contra três campanhas melhores do clube em divisão inferior. Em 1999, ano em que o Vitória estava na primeira e o Bahia na segunda, os rivais dividiram o título.

Entretanto, a estatística reserva um alento para os rubro-negros: essa diferença não tem sido relevante nos anos em que o Vitória está em divisão inferior, como será o caso de 2019. Nas três temporadas em que isso ocorreu, em duas o rubro-negro terminou o Baianão melhor: 1992, quando conquistou a taça, e 2011, quando foi vice para o Bahia de Feira, após eliminar o tricolor na semifinal. Só em 2012 o Bahia estava em divisão superior e acabou na frente – foi campeão, batendo o Leão na final.

Já o Bahia ficou à frente do Vitória no estadual só uma vez nas oito temporadas em que esteve abaixo nacionalmente. Foi em 1998, campeão em cima do rival.

Nas últimas 30 edições, o Leão conquistou 19 títulos contra 10 do Esquadrão - lembrando que em 99 a dupla dividiu o troféu. Bahia de Feira e Colo Colo conquistaram um título cada.

*Sob supervisão do editor Herbem Gramacho.



Por: Secom
04/12/2018 - 17:16:57

Neste domingo, 09/12, a cidade de Eunápolis vai receber a 1ª Edição da Corrida Vitória Solidária, evento que além de gerar intercâmbio entre os atletas, vai promover um show de solidariedade, além de proporcionar lazer e diversão para o público em geral. O evento deve reunir mais de 200 atletas de Eunápolis e região que disputarão provas de 5 e 10 km no masculino e feminino, distribuídos em categorias por faixa etária, além de uma caminhada de 3 km para que todos possam participar do evento.

Os primeiros colocados no geral na prova de 10 km, tanto no masculino quanto no feminino, receberão além de troféus, prêmios em dinheiro. Haverá também nesta prova brindes para os melhores colocados em cada categoria. Todos os inscritos receberão uma socochila, uma camiseta do evento e uma medalha de participação.

Luiz Fernando, empresário e maratonista que está a frente da realização do evento, falou da ideia de fazer uma corrida em Eunápolis: “A gente percebeu um número crescente de adeptos neste seguimento no município. Quando comecei a correr em 2017 o número era bem menor, mas outras pessoas foram se apaixonando pela corrida e o número aumentando, como a gente participava de provas em outras cidades resolvemos criar um evento aqui. Tenho certeza que com a adesão da Prefeitura de Eunápolis esse evento entrará definitivamente no calendário de eventos esportivos de Eunápolis e será o primeiro de muitos”, concluiu o maratonista.

Principal parceira do evento, a Prefeitura de Eunápolis além de disponibilizar o staff para realização das provas, vai também oferecer na Praça da Bandeira, local de concentração dos atletas, diversas atividades esportivas e shows musicais. “Quando o superintendente de Esportes Tiago Moura me apresentou o projeto não tive dúvidas em abraçar a ideia, pois vejo o crescimento dos corredores de rua em nossa cidade e sei que um evento como esse vai ser de grande importância para os adeptos da modalidade, além do caráter beneficente do evento com a doação de alimentos para instituições de nossa cidade. Não tenho dúvidas que será mais um grande evento esportivo” disse o prefeito Robério Oliveira.

Com as inscrições encerradas, todos os alimentos não perecíveis doados pelos participantes serão repassados à duas instituições de caridade da cidade, a Casa João Paulo II e a Creche S.O.S. Vida. A entrega dos kits acontecerão na sexta-feira (07/12) das 14h às 18h, e no sábado (08/12) das 10h às 18h, ambos no Restaurante Anna Bistrô na Praça da Bandeira - Centro.




Por: Por FBF
03/12/2018 - 18:05:03

Haja coração para tanta emoção. O domingo de decisões no Intermunicipal 2018 foi de tirar o fôlego dos torcedores.

Dois jogos emocionantes, equilibrados e decididos nas cobranças de pênaltis. Itamaraju e Itapetinga levaram a melhor e avançaram para a disputa do título da maior competição de futebol amador do país.

Em Itamaraju, a torcida lotou o estádio e viu Santo Amaro devolveu o placar de 1 a 0 do primeiro jogo com gol de Iltinho. Nos pênaltis, os Itamarajuenses brilharam e venceram o confronto por 4 a 2.

Já em Euclides da Cunha, os donos da casa venceram Itapetinga por 3 a 2. Como no jogo de ida deu Itapetinga por 1 a 0, a decisão também foi nas penalidades.

Os dois goleiros tiveram um grande dia, mas Erik foi o nome da partida. O arqueiro defendeu quatro cobranças e ajudou Itapetinga a vencer por 4 a 3 na casa da adversária.

Agora, o Intermunicipal se prepara para conhecer um novo tricampeão. Ambas com dois títulos, cada, Itamaraju e Itapetinga se enfrentam pelo terceiro título de suas histórias.

Com melhor campanha, Itamaraju fará o jogo de volta em sua casa, no dia 16 de dezembro. No próximo domingo (9), as seleções abrem a final com o jogo de ida em Itapetinga.

Fotos: Claudio e Weslwy Morau

 

 



PUBLICIDADE


Por: José Orlandoatlanticanews
03/12/2018 - 17:29:52

TIMES QUE DISPUTARÃO A SEGUNDA DIVISÃO EM 2019

Série B - 2019

América-MG

Atlético-GO

Botafogo

Bragantino

Brasil de Pelotas

Coritiba

CRB

Criciúma

Cuiabá

Figueirense

Guarani

Londrina

Oeste

Operário-PR

Paraná

Ponte Preta

São Bento

Sport

Vila Nova

Vitoria

 



Por: José Orlandoatlanticanews
30/11/2018 - 02:45:20

Eunápolis Country Clube realizará neste domingo, 02/12, duas grandes competições esportivas, que terão atletas da velha guarda e atuais, vindos de cidades vizinhas e da zona rural.

Teremos duas decisões neste domingo (02/12), onde o clube espera uma grande quantidade de sócios, convidados, e torcedores em geral.

A primeira final (Copa Máster Quarentão) está marcada para começar às 09h, entre o time do Flamenguinho contra a boa equipe de Itapebi, essa é considerada uma das finais mais esperadas do ano.

A outra decisão, fica por conta das equipes, Vasco do Ponto Maneca, que enfrentará o time  Força Jovem do bairro Rosa Neto. Esse confronto é válido pela Copa Ponto Bahia, que teve início na zona rural, e por questão de logística foi transferida para o Country Clube.



Por: José Orlandoatlanticanews
27/11/2018 - 19:31:15

 

Time mais vezes campeão: Palmeiras, 10 títulos

1967,1967,1969,1972,1973,1993,1994,2016,2018, sendo assim o maior vencedor da história da competição.

 

Time mais vezes vice-campeão: Santos – 8 vezes

Time com mais rodadas na liderança (Pontos Corridos): Corinthians–125 vezes em 552 jogos (22,64%)

JOGADORES

O goleiro de maior tempo sem levar gol é Jairo do Corínthians em 1978, que ficou 1.132 minutos (equivalente a 12,5 jogos) sem ser vazado

O goleiro Rogério Ceni é o jogador que mais atuou pelo Campeonato Brasileiro. Ele disputou um total de 577 partidas entre os anos de 1993 e 2015.

Os jogadores com mais conquistas foram Pelé, Pepe e Lima, todos do Santos, que conquistaram 6 títulos

O jogador mais velho a conquistar o título de campeão brasileiro foi o lateral-esquerdo Zé Roberto, do Palmeiras, com 42 anos e quatro meses.

GOLS

Ataque mais positivo em uma edição: Santos 104 gols em 46 jogos no campeonato de 2004

Melhor média de gols em uma edição: Santos – 3,6 gols por jogo na Taça Brasil de 1961

Gol mais rápido foi marcado por Nivaldo do Náutico aos 8 segundos na partida Náutico 3×2 Atlético/MG, em 1989.

O primeiro gol da história do Brasileirão foi de Alencar, do Bahia contra o CSA, em 1959.

Maior goleada: Corinthians 10X1 Tiradentes/PI em 1983.

Time que teve maior número de artilheiros do campeonato: Santos – 12 vezes;

ARTILHEIROS

Maior Artilheiro: Roberto Dinamite – 190 gols/328 jogos (média 0,58).

Jogador com mais gols em uma edição: Washington, o Coração Valente, com 34 gols pelo Atlético/PR em 2004.

Jogador que fez o maior número de gols em um jogo: Edmundo do Vasco, 6 gols contra o União São João/SP em 1997.

O artilheiro mais jovem foi Coutinho do Santos em 1962, que com 19 anos e 10 meses marcou 7 gols.

Jogador mais velho artilheiro foi Romário em 2005, então com 39 anos jogando pelo Vasco fez 22 gols.

O artilheiro com melhor média de gols foi Reinaldo do Atlético/MG que em 1977 marcou 28 gols em apenas 18 jogos, atingindo uma incrível média de 1,55 gols por partida.

PÚBLICO

Maior público: Flamengo 3×0 Santos com 155.523 torcedores na final de 1983.

Menor público: 55 testemunhas assistiram Juventude 2×1 Portuguesa em 1997

O clube que teve a maior média de público em mais edições foi o Flamengo em  12 diferentes campeonatos

DIVERSOS

O Campeonato com maior número de participantes foi o de 1979 que teve 94 clubes

O Árbitro que mais apitou, de 1971 a 2010, foi Arnaldo Cézar Coelho em 291 oportunidades

O técnico com mais jogos é Vanderlei Luxemburgo, que esteve como treinador em um total de 710 jogos

O jogo que teve o maior número de expulsões foi Goiás x Cruzeiro em 1979. Aconteceram 14 expulsões, sendo 9 do Goiás. O Goiásvencia por 3 a 1 quando o árbitro Aluísio Felisberto da Silva encerrou o jogo, por falta de jogadores

Primeiro caso de Doping foi o jogador Campos do Atlético/MG em 1973. Ele ficou seis meses suspenso.

Fontes:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Resultados_e_estat%C3%ADsticas_do_Campeonato_Brasileiro_de_Futebol#Outros_recordes

https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_artilheiros_do_Campeonato_Brasileiro_de_Futebol

https://pt.wikipedia.org/wiki/P%C3%BAblicos_no_Campeonato_Brasileiro_de_Futebol#Melhores_m%C3%A9dias_anuais_de_clubes[10][11][12]

http://www.campeoesdofutebol.com.br/  




PUBLICIDADE


Por: José Orlandoatlanticanews
27/11/2018 - 03:02:27

Terminou neste domingo, 25 a fase de classificação do Campeonato do Juca Rosa.  

Em jogo isolado envolvendo as equipes do Sincom/Ipiranga do Rosa Neto e Revelação do Alecrim II, em que, as duas equipes, já estavam classificadas para a próxima fase, fizeram um bom confronto. E quem levou a melhor, foi o time do Sincom/Ypiranga do bairro Rosa Neto, que venceu o certame por 2 a 0.

Com o resultado deste domingo a primeira fase do campeonato terminou com os seguintes clubes classificados no geral:

1° Rosa Neto, 7p, 9gp, 6sg
2° Phoenix, 7p, 7gp, 3sg
3° Ipiranga, 7p, 4gp, 3sg
4° Juca Rosa, 5p, 5gp, 2sg
5° Bahia Pequi, 4p, 8gp, 1sg
6° A. Itapuã, 4p, 5gp, 1sg
7° Moisés Reis, 4p, 6gp, 0sg
8° Revelação, 4p, 4gp, -1sg

A segunda fase (mata-mata) do campeonato do Juca Rosa recomeça no mês de janeiro, mas precisamente no dia 06/01/2019.   

A competição que têm organização de Orlando Alves Araújo popularmente conhecido como (Lando).