Por: Redação/atlanticanews
07/11/2019 - 00:25:14

Duas pacientes do sexo feminino, de 30 e 59 anos, com cálculos em canal biliar, foram submetidas nesta segunda-feira (4), no Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, a colangiopancreatografia retrógrada endoscópica ou CPRE. O procedimento de alta complexidade é inédito pelo Sistema Único de Saúde (SUS) na região, onde a unidade é referência para 70 municípios.

O secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, explica que a CPRE é um procedimento indicado para avaliação diagnóstica e tratamento das doenças que acometem os ductos de drenagem do fígado e do pâncreas. “As pacientes passam bem e em breve estarão com suas famílias, em casa, o que é uma mudança radical no acesso a saúde, pois este e outros procedimentos, a exemplo da hemodinâmica, neurocirurgia e cirurgia cardíaca, eram restritos a capital. Como a saúde é uma das principais bandeiras do governador Rui Costa, trabalhamos em ritmo acelerado para que os baianos tenham serviços de qualidade e resolutividade nos hospitais públicos de toda a Bahia”, afirma Vilas-Boas.

Procedimento

A CPRE é realizada com o emprego de um endoscópio específico que permite a introdução de um cateter pelo orifício de abertura desses canais no intestino. Através deste cateter injeta-se contraste nas vias biliares, permitindo a avaliação radiológica da anatomia local.

Durante o exame, as imagens radiológicas são interpretadas pelo médico endoscopista. Dependendo do diagnóstico e da situação clínica, poderão ser realizados procedimentos adicionais visando o tratamento, como a retirada de cálculos com balão extrator ou cesta, bem como dilatação de estreitamentos (estenoses) com balões ou sondas dilatadoras e drenagem biliar ou pancreática com emprego de próteses.

O Hospital Regional Costa do Cacau atualmente possui 184 leitos para internamento, sendo 30 leitos exclusivos para UTI.


Enquete

O que você acha da decisão do STF em que volta atrás sobre prisão em 2ª instância?






VOTAR PARCIAL