Por: Rafaela Souza
29/05/2018 - 19:14:03

Quem acha que mulher não pode fazer reparos domésticos, mexer no circuito elétrico e mudar a decoração de casa?  Se a sua resposta foi positiva, você está enganado e ainda não conhece a Entre Minas. A microempresa existe há dois anos e é composta por três mulheres que mostram nas publicações do Instagram, que não existe limites quando se trata de reparos e mudanças nos ambientes. Elas realizam serviços que vão de simples consertos elétricos até a restauração de móveis antigos. Além disso, o atendimento só pode ser realizado para mulheres.

Segundo May Barros, idealizadora da Entre Minas, a iniciativa é uma questão social e de encorajamento feminino. Isso porque devido a cultura do machismo, grande parte das mulheres tem medo de receber profissionais do sexo masculino em casa para realizar esses serviços. “Essas funções eram definidas como lugar de homem. E, a questão de ser feito e voltado para mulher, se dá por conta dessa sociedade patriarcal, e por questão de segurança, firmamos isso”, destaca.

Os serviços mais solicitados pelas mulheres são pedidos de pintura, resistência elétrica, instalação de suportes na parede, troca de tomada e marcenaria. A ideia de que as mulheres não podem fazer mudanças e meter a mão na massa ficou para trás. Confira as dicas da Entre Minas e inove na sua casa:

A primeira dica é que toda mulher devia ter uma furadeira em casa. “É algo empoderador, já que muitas têm medo justamente, porque é algo que durante muito tempo foi tido como coisa de homem, que é difícil usar e que requer força, e nada disso é verdade”, conta, May.

Além da furadeira, é muito importante ter algumas ferramentas consideradas básicas em casa, como martelo, alicate, chave de fenda e Philips.

Se você quiser furar aquela parede para por quadros e fotos, é preciso ter alguns cuidados. É importante sempre colocar um saco preso com a fita crepe para a poeira não sujar a parede.

Quando é decoração, as meninas assumem que é muito legal o processo criativo e costumam às vezes até ‘viajar’ nas inspirações”, reitera a idealizadora da empresa.

Para dar outra cara ao seu cantinho, a Entre Minas recomenda a restauração de um móvel antigo. Você pode pintá-lo com uma cor mais vibrante ou usar puxadores diferentes e divertidos.

A idealizadora da empresa, ainda contou que a inspiração para o negócio surgiu de um curso de cenografia que havia feito. “O que levou a Entre Minas a sair do papel foi o curso de cenografia que realizei, onde pude aprimorar meu conhecimento em relação ao manuseio de máquinas, pintura, elétrica e também o processo criativo”, relata.

A equipe (Instagram: @entreminaservicos)

May Barros, proprietária e idealizadora da Entre Minas, 31 anos, é a faz tudo desde trocar resistência do chuveiro a administrar a empresa.

- Nina La Croix, 30 anos, sócia na marcenaria e apaixonada pelo processo de criação.

- Kali Morais, 41 anos, está se integrando a empresa e irá administrar a franquia no recôncavo da Bahia que atenderá a 5 cidades (Cruz das Almas, Cachoeira, São Felix, Muritiba e Santo Antônio de Jesus).


Enquete

Você segue páginas de políticos no Facebook?




VOTAR PARCIAL