Por: Pimenta
17/08/2019 - 13:49:21

O mau tempo causou estragos em vários municípios do sul e extremo-sul da Bahia nas últimas 24 horas. Em Ilhéus, entre quinta-feira e a manhã desta sexta-feira (16), choveu 76 milímetros e foram registrados deslizamentos de terra e alagamentos em diversas regiões da cidade.

No Alto da Soledade, houve deslizamento de uma encosta e uma casa foi atingida. Ninguém ficou ferido. No bairro São Domingos, o mar avançou e alagou ruas e destruiu muros de vários imóveis.

Segundo a Coordenadoria da Defesa Civil de Ilhéus, a previsão é que chova mais 56 milímetros nesta sexta-feira. O Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), informa que a probabilidade de ocorrer chuva, nos próximos dias, é de 90%.

 

O coordenador da Defesa Civil, Joandre Neres, observa que as áreas de instabilidade estão com o solo encharcado, o que pode ocasionar situações adversas. Segundo ele, as equipes estão de prontidão para ocorrência de situações emergenciais provocadas pelas fortes chuvas.

 

A previsão é que a chuva perca a intensidade a partir da terça-feira (20), com índice de cinco milímetros. O órgão orienta que, na ocorrência de eventualidades, a população entre em contato pelos números (73) 98836-2753 ou (73) 98178-2255.

 

No extremo-sul do estado, o vento forte levou o telhado de uma casa no bairro Pequi, em Eunápolis. Um casal de idosos estava no imóvel, mas não foi atingido. Moradores se mobilizaram e fizeram retelhamento do imóvel. De acordo com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil, Eunápolis conta com 13 áreas de risco. Em caso de urgência, os moradores devem acionar o telefone (73) 3261-5525.

O vento causou estragos também nos municípios de Belmonte, Santa Cruz Cabrália e Mucuri. Telhados de estabelecimentos comerciais foram levados. Em Belmonte, uma terre de telefonia caiu sobre uma casa. Não houve feridos.


Enquete

Você acha que o Brasil deveria temporariamente controlar entrada de pessoas vindas da China em função do coronavírus?




VOTAR PARCIAL