Por: Redação/Atlanticanews
29/02/2024 - 06:41:45

O combate à Dengue na Bahia ganhou mais uma aliada: a tecnologia. O Governo do Estado deu início ao uso de drones como nova estratégia para identificar em áreas de difícil acesso focos do mosquito Aedes aegypti, vetor de transmissão da Dengue, Zika e Chikungunya.

Nesta primeira semana da operação promovida pelo Governo do Estado, através da Secretaria da Saúde da Bahia e do Corpo de Bombeiros, e dos Municípios, um drone sobrevoou bairros das cidades de Piripá e Jacaraci, no sudoeste baiano.

 As imagens capturadas pelos equipamentos são analisadas pelos agentes de endemias que conseguem identificar locais com acúmulo de água parada e possíveis criadouros do mosquito, facilitando a ação das equipes e tornando o combate mais eficaz.

Nos próximos dias, Ibiassucê, Mortugaba e Barra do Choça também receberão a operação com drone, reforçando as medidas de controle e prevenção da doença.

Para a secretária da Saúde do Estado, Roberta Santana, o momento é de unir esforços para combater o aumento do número de casos nos municípios baianos. 

“O Governo do Estado não tem poupado investimento para o combate à Dengue. Agora, contamos com mais esse reforço dos drones, que são equipamentos que conseguem mostrar uma visão panorâmica e ajudam os agentes de endemias a mapear possíveis focos em locais de difícil acesso. Estamos realizando uma verdadeira força-tarefa para proteger a saúde pública através da ação conjunta entre diferentes entes públicos e a comunidade para enfrentar situações de alerta”, afirmou.

Força-tarefa

O combate ao Aedes aegypti tem sido intensificado em diversas regiões do Estado, principalmente no sudoeste baiano. O Governo da Bahia montou uma operação de combate ao mosquito e assistência à saúde em diversas regiões, com a distribuição de larvicidas, equipamentos e carros fumacês para reforçar os trabalhos dos municípios.

Dentre as ações realizadas, estão a aquisição de novos carros fumacês, distribuição de aproximadamente 12 mil kits para os agentes de Combate às Endemias, intensificação dos mutirões de limpeza com o auxílio das forças de segurança e emergência, além da utilização de agentes com bombas costais em diversas cidades.

“Mas reforçamos o chamado: a população precisa estar consciente do seu papel nessa luta. Mais de 80% dos focos do Aedes aegypti estão em residências. Então, é hora de unir forças para combater essa doença”, completa a secretária.

Foto: Divulgação 


Enquete

Itapebi: 2024 é ano de eleição municipal. Você votará para reeleger atual prefeito ou eleger outro (a) candidato (a)?




VOTAR PARCIAL