Por: Mayara Neudl
27/05/2022 - 22:10:03

Você com certeza já ouviu falar em cronograma capilar, não é? Mas você sabe qual importância e como fazê-lo de forma correta? Encontre a resposta para essas perguntas na leitura abaixo

Devido ao maior acesso à informação e a popularização das redes sociais, é difícil encontrar alguém que nunca tenha ouvido falar em cronograma capilar, principalmente entre o público feminino.

Sempre atentas aos detalhes, as mulheres cada vez mais se preocupam com a aparência e buscam com toda a dedicação maneiras de aprimorar o visual.

Sendo o cabelo uma das partes consideradas como mais importantes para a construção da feminilidade e da autoestima da mulher, não é de se espantar que grande parte dos cuidados envolvem os fios.

Este é o caso do cronograma capilar, um dos queridinhos das blogueiras e famosas. Se você deseja saber mais sobre ele, continue a leitura a seguir.

O que é o cronograma capilar?

O cronograma capilar nada mais é do que uma rotina de cuidados com os fios de cabelo, que intercala três importantes tratamentos: a hidratação, a nutrição e a reconstrução.

Cada um deles tem um propósito diferente e entrega uma solução para determinado dano que o cabelo possa ter sofrido, decorrentes, por exemplo, de poluição, incidência de raios solares, cloro da água, químicas e uso excessivo de ferramentas de calor.

Ele é destinado para todas as pessoas, independentemente de qual seja o tipo de cabelo, já que qualquer fio pode sofrer danos graças a fatores externos.

O objetivo é intercalar os três tratamentos, durante o período de um mês, para que sejam supridas todas as necessidades que os fios possam apresentar, restaurando, dessa forma, a saúde capilar.

Conhecendo um pouco mais sobre as etapas essenciais de um cronograma capilar
Como falamos, o cronograma capilar é composto por três tratamentos diferentes, que também podem ser chamados de etapas. Confira abaixo um pouco mais a respeito de cada uma delas.

Hidratação

A hidratação é um tratamento bem conhecido para o cabelo. Ela é responsável pela reposição da água e dos nutrientes essenciais das madeixas que se perdem diariamente. 

Os principais ativos para realizar a hidratação dos fios são:

Aminoácidos funcionais: são responsáveis por regenerar a fibra dos cabelos e proporcionar força, maciez e emoliência;

Babosa: tem como função, além de hidratar, regenerar e combater a queda dos fios e é, também, um antioxidante natural;

Óleo de coco extra virgem: sua composição é rica em ácidos graxos e vitaminas;

Manteiga de oliva: mantém uma hidratação a longo prazo nos fios;

D-Pantenol: assim como a manteiga de oliva, garante a hidratação a longo prazo, promovendo, ainda, brilho e maciez.

Nutrição

A nutrição é a fase do cronograma capilar cuja responsabilidade é realizar a reposição dos lipídios nos cabelos, ou seja, as gorduras produzidas pelas glândulas sebáceas do couro cabeludo, que protegem e alinham os fios, além de deixá-los macios e com brilho.

É natural que os cabelos se tornem ressecados, principalmente os que têm maior curvatura, como os cacheados e os crespos, já que a oleosidade do couro cabeludo encontra dificuldades em alcançar todo o comprimento.

Existem três formas distintas de realizar a nutrição das mechas. São elas:

Umectação com óleo vegetal: os cabelos são banhados com óleos vegetais, aguarda-se um tempo de aproximadamente trinta minutos para agir e depois é lavado normalmente;

Umectação noturna: quando os cabelos estão muito ressecados, essa é a opção recomendada. Passa-se o óleo no cabelo antes de dormir e somente no dia seguinte é que se faz a lavagem;

Máscaras para nutrição: essa opção é mais prática e indicada para cabelos que não apresentam tantos danos. Utilizam-se cremes capilares específicos, que podem ser passados nos fios durante o banho, com rápida ação.

Para a nutrição, prefira ativos ricos em vitaminas, como é o caso, por exemplo, de:

Óleo de amla;

Óleo de abacate;

Óleo de girassol;

Óleo de manga;

Óleo de argan;

Óleo de coco;

Óleo de rícino;

Proteína do ovo;

Azeite de oliva.

Reconstrução
Por fim, a reconstrução capilar devolve a fibra do cabelo, repondo as proteínas do fio, em maior número, a queratina.

A necessidade é percebida a olho nu, quando são observados fios quebradiços, porosos e muito finos, especialmente aqueles que foram sujeitos a muitos procedimentos químicos, como alisamentos, descolorações e colorações.

Trata-se do tratamento mais potente do cronograma capilar e é por essa razão que não deve ser feito a todo momento, mas sim respeitando as necessidades reais que o cabelo apresenta.

Quando as madeixas se encontram extremamente danificadas e elásticas, podem se submeter a reconstrução semanalmente. Contudo, como regra, ela só deve ser realizada com intervalo mínimo de 15 dias.

Entre os ativos utilizados para a reconstrução, os melhores são:

Cisteína: fortalece os fios e alinha as cutículas de maneira uniforme;

Arginina: atua na reconstrução do frio de fora para dentro;

Creatina: compõe a cadeia de queratina dos fios, reparando os danos;

Colágeno: previne a quebra, retém a água e uniformiza as cutículas.

Como montar um cronograma capilar?

Para montar um cronograma capilar, é preciso, a princípio, identificar qual a maior necessidade de seu cabelo. Uma cabeleireira pode te indicar ou você mesma pode descobrir, através de um simples teste de porosidade.

O teste consiste em colocar fios de cabelo que caíram naturalmente, ao pentear, por exemplo, em um copo cheio de água e aguardar durante dez minutos.

Em seguida, é hora de observar onde os fios estão. Caso eles tenham afundado, indicam alta porosidade. Se ficam no meio do copo, indicam média porosidade. Por fim, se boiarem, indicam baixa porosidade.

Tendo essas informações, é possível definir qual é o tratamento que deve aparecer com maior frequência no cronograma. 

Os cabelos com baixa porosidade exigem mais hidratação, que pode ser feita vez sim, vez não, com intervalo de um tratamento diferente entre elas.

Já os cabelos com média porosidade precisam de mais nutrição, podendo ser feita uma vez por semana.

Por fim, os cabelos com alta porosidade precisam de mais reconstrução, que se recomenda que seja feita, no máximo, três vezes ao mês.

Pode parecer complexo, mas cuidar de cabelo humano é mais simples do que parece! Adote essa rotina com seus cabelos e veja os resultados incríveis em pouco tempo!

Fonte:Mayara Neudl

Foto:iStock


Enquete

Libertadores: Corinthians e Flamengo se enfrentam nesta terça. Quem vence?




VOTAR PARCIAL