Por: Correio
04/12/2018 - 18:32:37

Veículo teria se envolvido antes em um acidente com um ônibus

Um motorista perdeu o controle do carro que dirigia e invadiu o ponto de ônibus em frente ao Teatro Castro Alves (TCA), no Campo Grande, na tarde desta terça-feira (4), matando uma mulher e ferindo outra - as vítimas são filha e mãe. De acordo com primeiras informações, o carro é um Fiat Toro que se envolveu em uma batida com um ônibus que vinha da Rua Leovigildo Filgueiras, no Garcia, e acabou sendo lançado na calçada. 

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros foram acionadas para fazer o socorro. Uma das vítimas, Carla Beatriz Santana Santos, 37 anos, morreu no caminho para o Hospital Geral do Estado (HGE). Já a mãe dela, a doméstica Rita de Cássia Santana, 56, deu entrada na unidade com traumatismo craniano, em estado grave de saúde. 

O taxista Everaldo Almeida, 56 anos, contou que era por volta de 12h30 quando o acidente aconteceu. Ele estava próximo ao local e ouviu o barulho do impacto entre ônibus e carro. "Ele bateu na lateral, na verdade no parachoque do ônibus. Aí sobe o canteiro", relembra. A motorista perdeu o controle com a batida e subiu na calçada. No caminho, bateu e derrubou uma placa que informava itinerário das linhas no local, e depois atropelou as duas mulheres. "Faltou pouco para não ser pior. A placa segurou um pouco a velocidade do veículo e muita gente saiu correndo", acrescenta.

O veículo passou ao lado de uma barraquinha de salgados, por pouco não atingindo a vendedora, que mesmo uma hora depois do acidente ainda estava bastante nervosa e chorava muito. Uma outra mulher passou mal ao ver o atropelo - havia muito sangue na calçada. Ela foi atendida ainda no local por uma equipa do Samu. 

O jornaleiro Railton Santos, 23 anos, que trabalha na barraca em frente ao ponto, não presenciou o atropelo, mas chegou quando o carro ainda estava no local. "A condutora ficou dentro do carro, muito nervosa", diz. Policiais chegaram depois e conversaram com a motorista, que saiu do local conduzindo o veículo pouco depois. "É a primeira vez que vejo um acidente. É um cenário que assusta", afirma. 


Enquete

O governo Temer está chegando ao fim. Como você avalia?






VOTAR PARCIAL