Por: BN Mulher
12/04/2018 - 19:31:29

É comum para quem pinta o cabelo, faz luzes ou descoloração ter que passar por aquelas situações que a raiz está bem mais escura que o restante dos fios, ou quando o cabelo fica com tons desiguais de mechas, e ainda quando o seu cabelo ficou com um tom muito mais claro do que você gostaria. O motivo pode ser por causa de um resultado indesejado feito no salão ou em casa, ou simplesmente pelo fato de o cabelo ter crescido. Existem ainda tons, como o loiro e o ruivo que, além desses problemas, também sofrem com o desbotamento, que acontece por causa do contato do cabelo com o sol, piscina, produtos químicos ou até mesmo lavagem.

Tendo isso em vista, diversos cabelereiros vêm se especializando em técnicas específicas de correção de cor. Essas técnicas têm o cuidado de reformar e corrigir o cabelo a partir de como ele está, não tendo que recomeçar tudo do zero. “Quando alguma cliente chega com esse problema, eu analiso caso a caso para aproveitar tudo o que já tem de mechas. O objetivo é ter o mínimo de química possível. Então, o que dá para aproveitar eu aproveito”, explica a cabelereira Valeria Ribeiro, do salão Absolute, em São Paulo.

De acordo com Valeria, muitas vezes retocar a raiz é imprescindível, principalmente quando há uma grande diferença entre os tons, mas que é possível reaproveitar algumas mechas. “É um trabalho artesanal mesmo, de ir costurando o cabelo. Às vezes uma mecha está muito mais grossa que a outra, eu aplico um pouquinho só de tonalizante, apenas para deixar a diferença de tons menos evidente”, conta a especialista. Durante o processo, as pontas viram a referência, e o retoque da raiz se dá seguindo esse tom. “Se a cor estiver desbotada, eu retoco algumas partes com um pouco de descolorante, mas sem deixar agir por muito tempo. A ideia é só dar um pouco de brilho”, explica ela.


Enquete

Em qual chapa candidata à presidência do Brasil você não votaria?









VOTAR PARCIAL